Battleground Intelligence: estatísticas da Grande Final da ESL PUBG Masters: Fase 2

Cobertura

by PUBG Esports

Tivemos a sorte de assistir a uma ação incrível durante os dois finais de semana da Grande Final da ESL PUBG Masters Américas: Fase 2. Granadas foram lançadas, balas foram disparadas e frangos foram devorados. Foi outro momento fantástico nos campos de batalha.

A eUnited pode ter levado para casa o primeiro troféu do palácio mais uma vez, mas isso não significa que outras equipes e jogadores não tiveram performances excelentes. YAHO e Soniqs entraram em ação com alto número de abates e pontos de colocação.

Separamos alguns dos melhores desempenhos e estatísticas da sequência de 30 partidas da Grande Final. Dê uma olhada.

O melhor dos melhores

Não é surpresa que Jake “Snakers” Winant, da eUnited, liderou em dano e abates, fechando a competição com 54 eliminações e 12.572,5 pontos de vida de dano. É uma das razões pelas quais a equipe norte-americana se destacou tanto durante os dois finais de semana de disputa.

Outros jogadores da eUnited, assim como atletas de YAHO e Soniqs, ficaram logo atrás dele na Grande Final.

Pedro “sparkingg” Ribeiro, da YAHO, e Noah “Relo” Jenkins, da eUnited, empataram em 2º lugar com 51 abates, enquanto James “TGLTN” Giezen, da Soniqs, e Brendan “Balefrost” Connors, da YAHO, terminaram com 49 abates. O próximo melhor na tabela de classificação é 41, e isso é ainda de jogadores de Soniqs e eUnited. Esses esquadrões realmente dominaram na Fase 2.

Ganhar, mas também perder?

A eUnited conseguiu uma vitória geral com cinco Chicken Dinners. A Soniqs, por outro lado, ficou em 2º lugar, com sete pratos de aves frescas. A Soniqs pode ter vencido mais, mas a eUnited teve um desempenho médio melhor ao longo da Grande Final.

Os vencedores tiveram os vice-campeões derrotados por 0,4 pontos em média. A eUnited terminou a Grande Final com 9,8 pontos médios por partida, enquanto a Soniqs terminou com 9,4. A eUnited teve pontos de colocação e abates suficientes para construir uma vantagem de 12 pontos, apesar de ter ficado aquém no departamento de jantar de frango.

É disso que se trata competir em um battle royale no mais alto nível. Vencer, dentro de alguns conjuntos de regras, é importante, mas você precisa de consistência para ser o último time em pé após 30 partidas.

América Latina mantendo o rumo

Equipes latino-americanas, incluindo TROGLODITAS, Young Kings, Synergy Esports e FIUMBA, terminaram a Grande Final com dez Chicken Dinners somados. São 30% das partidas disputadas, o que é impressionante, considerando que a América do Norte representou mais de 60% das equipes da competição.

Este é exatamente o mesmo desempenho que vimos na Grande Final da Fase 1. As seis equipes naquela Grande Final também conquistaram dez vitórias. Embora a 22 Esports tenha tido quatro na Fase 1 e zero na Fase 2. Eles precisarão reajustar sua estratégia antes da PUBG Continental Series 7.

No geral, apenas uma equipe latino-americana obteve mais de duas vitórias durante a Grande Final da Fase 2. Mostrando que a maioria das equipes estava em pé de igualdade, considerando que apenas três equipes em toda a Grande Final – eUnited, Soniqs e a brasileira Young Kings – conseguiram mais de duas vitórias no total.

Sparkingg em chamas

Pedro “sparkingg” Ribeiro. Miramar. Da terceira à última partida da competição. A YAHO precisaria de um desempenho incrível para subir na tabela de classificação e foi exatamente isso que o sparkingg deu à equipe.

A YAHO conseguiu 16 abates em um 4º lugar durante esta partida. Doze dos quais vieram da arma do brasileiro. Cinco abates por tiros na cabeça, quase 1.500 pontos de vida de dano, quase 350 pontos de vida de dano de granadas e três veículos destruídos. É seguro dizer que sparkingg começou um incêndio nesta partida, mesmo que não tenha sido suficiente para garantir o Chicken Dinner.

É isso para a ESL Masters em 2022, mas ainda há mais para vir de nós este ano.

Compartilhar Isso